BUSCA NO BLOG

Carregando...

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Estupro e holocausto

Só pra registrar (pois não quero me alongar neste assunto)...
Roman Polanski não virou santo só porque é um cineasta fantástico. Estuprou uma adolescente quando já era adulto, famoso e tinha perfeita noção do que fazia.
Outro dia, li matéria onde alguém dizia que era preciso ter compaixão porque ele, de família polonesa, viu os parentes sendo levados pra Auschwitz, enfrentou o holocausto, teve de fugir da perseguição nazista etc etc etc...
Matérias saem nos jornais quase diariamente com grupos em defesa (Jack Nicholson, Quentin Tarantino e outras celebrities) e outros contrários ao artista (para ler um texto sobre o contexto de toda a situação, clique aqui).
Sou fã do cineasta. Mas do homem, quero distância. E tenho uma dúvida: ter sofrido o horror do holocausto torna menor o estupro cometido? Um mal se justifica nas dores do passado? Alguém responde?

Nenhum comentário:

Postar um comentário